sábado, 5 de outubro de 2013

Autolinguagem

▲ Psicografando Fernando Pessoa, rascunhei os singelos versos que aqui expresso.


A escrita é uma convenção
Convence de forma tão breve
Que chega a convencer que é fala
O código que deveras escreve

E os que falam o que se escreve,
Na fala dita expressam bem
Não as palavras que escrevem,
Mas só as que pronunciam além.

E assim nas entrelinhas do código,
Enunciam-se, a quebrar o padrão,
Essas palavras escritas
Inscritas no coração

2 comentários:

  1. Não consigo me expressar tão bem oralmente como consigo na escrita. Às vezes nem é que consigo me expressar melhor, mas me sinto mais confortável escrevendo que falando. Adorei o texto, Bruna!

    ResponderExcluir

Caixa de sentimentos. Expresse-se.